Thursday, January 13, 2011

Itália 2010 – Bologna: a diversão começa agora (2)

Avalie: 

Dois dias antes de partir, enviei de Roma um e-mail ao dono do albergue Il Castello Residence. Ele deveria me pegar na estação de trem Bologna Centrale no domingo às 19h, mas quando desço do Eurostar não vejo ninguém segurando plaquinhas com meu nome na plataforma. Sorte que aprendi a usar orelhão em Roma, então consulto o número do telefone no meu diário de viagem e ligo para Stefano.
Em menos de 5 minutos, ele aparece pra me pegar em seu carro (€10 o serviço); em cerca de 3, estamos na garagem do albergue descendo com as malas; dali a 20, estou devidamente familiarizada e instalada.
Onde ficar em Bologna? O que fazer durante o dia?
É a 1ª vez na vida que me hospedo em um albergue e acho que escolhi bem: a infra-estrutura, a qualidade do serviço e a localização do Il Castello são ótimas. Sorte de principiante? Quem sabe...
Endereço: Via Porta di Castello 4.
Impressões: aconchegante, tranquilo, silencioso, seguro e limpo. É, na realidade, um grande apartamento italiano que foi recentemente reformado por Stefano para acomodar turistas e executivos no centro de Bologna. Fica no 1º andar de um prédio residencial e possui acesso por escadas e elevador (este último ainda é luxo na Itália, na minha opinião). Não tem portaria e cada hóspede recebe 3 chaves: do prédio, da porta de entrada e do seu próprio quarto, podendo entrar e sair livremente. Todos os funcionários são simpáticos e prestativos.

Ficar aqui é uma maravilha: os principais pontos turísticos moram ao lado (clique no mapa para ampliar). E, vamos combinar, é uma delícia andar a pé por qualquer cidade italiana! Talvez você não conheça tantas pessoas quanto se estivesse hospedado num lugar mais ativo e recheado de programação para jovens alberguistas. Eu tive sorte: conheci um belga e um inglês, que me renderam boa companhia e muitas risadas, bem nas noites em que já estava conformada passar sozinha. Recomendo, mesmo para quem viaja sozinho(a) e não tem nem 1/3 da minha cara de pau.

Acomodação: oferece hospedagem em quartos individuais e/ou coletivos. Os 2 banheiros (apenas 1 com chuveiro) da casa são compartilhados. A internet wi-fi e o café da manhã estão inclusos na diária.
Principais pontos negativos: ausência de uma cozinha para uso dos hóspedes – ou de pelo menos um bebedouro, pra quem não quer beber água direto das torneiras; o preço: €50 por noite em quarto individual. Em períodos de ferias executivas e dias mais festivos, o valor deste mesmo quarto sobe para €80. Foi a estadia mais cara de toda a minha viagem (e olha que fui a Londres!), mas acho que não tem como ser diferente em Bologna...
Distâncias a pé:
* 17 minda estação de trem Bologna Centrale, seguindo direto pela Via dell’Independenza.

* 3 min – da Piazza Maggiore e seus arredores, onde estão a Fontana del Nettuno e o Palazzo d’Accursio. São meus lugares favoritos, especialmente a piazza em dia de chuva, uma constante por lá.
* 30 min – do Giardino Regina Margherita (lindo jardim, passei por lá só de carro; deixei pra caminhar na próxima).
* 7 min - das Duas Torres (Torri degli Asinelli e della Garisenda, mais conhecidas como Due Torri, em italiano). Quem tem disposição para subir os 500 degraus da Torri Asinelli (€3 euros) – beeeem mais alta do que a torre de Pisa -, recebe como recompensa uma vista panorâmica 360º de Bologna.
Guarde este último lugar, é importante. Não, gente, não tem nada a ver com O Senhor dos Anéis. É porque é justamente aqui, a partir das Duas Torres, que começa a área universitária. Sim, sim, sim, sim: onde estão os bares e clubes mais badalados da cidade.
Antes daqui, passei por:

2 comments:

Isabella said...

oi, amarilis! é a isabella, do espanhol. o seu blog está ótimo! com certeza farei uma visitinha antes de viajar! parabéns pelo seu trabalho, ja dei uma olhada em alguns posts e estou gostando mt! beijos

Anonymous said...

Ótimo o seu relato! Sem dúvida, para quem não tem experiência em viagem internacional, é um valioso guia. Fale mais sobre a hospedagem em albergue. Voltarei a esse blog. Continue relatando!