Thursday, December 1, 2011

A chegada em Londres

Avalie: 
Já tinham me alertado que a imigração britânica era meio casca grossa. Sendo assim, mesmo eu chegando por um voo português (viajei pela TAP, e inclusive achei uma companhia aérea muito boa), preparei uma série de documentos que pudessem me livrar a cara para o caso de o fiscal da fronteira não gostar da minha cara. Separei o endereço da casa da minha amiga que ia me hospedar em Londres, imprimi todas as minhas passagens, tanto de ida e volta de Londres, como de ida e volta de Budapeste, imprimi o extrato do meu cartão pré-pago, pro caso dele achar que eu não tinha dinheiro suficiente pra passar o período lá, enfim, imprimi tudo o que eu achei necessário. Só não imprimi meus comprovantes de trabalho aqui, pois achei desnecessário. Teve uma amiga minha que levou, por precaução.

Chegando lá, vi que nem todo cuidado é exagero. O fiscal aparentemente não gostou muito da minha cara e resolveu me pegar pra cristo. Eu devo ter ficado uns 15 minutos respondendo as perguntas dele, que variavam desde que tipo de trabalho minha amiga fazia lá em Londres, até que tipo de trabalho eu fazia aqui no Brasil (assim, no nível "a revista que você faz é impressa ou é pra web?"), e querendo saber se ia alguém me pegar no aeroporto ou se eu ia sozinha até a casa deles. Enfim, ele não facilitou pra mim e me deu um carimbo não muito amigo. 

Quando eu fui pra Hungria e voltei pra Londres, a moça da fronteira me perguntou se eu sabia por que eu teria recebido aquele carimbo específico. Eu expliquei e ela me deu um outro carimbo diferente. 

A conclusão disso tudo é: se você está indo pra Londres, vá precavido. Pode ser que não te perguntem nada, mas provavelmente o básico vão te perguntar: o que você está fazendo lá, se você tem dinheiro suficiente, essas coisas. Se você estiver indo visitar alguém, provavelmente vão querer saber se essa pessoa está lá legalmente (principalmente se ela for brasileira). Se você não tiver 100% de certeza que ela está legalmente, e de preferência, trabalhando, fale que você vai ficar num hotel (e tenha a reserva em mãos), e que está indo pra conhecer a cidade. Não vale a pena chegar tão longe pra correr o risco de ter o visto negado por um detalhe tão bobo. E leve todos os documentos que você julgar necessário. JAMAIS esqueça da reserva da sua passagem de volta. Ela pode ser a diferença entre conhecer a rainha, e voltar pra casa no próximo voo. 

6 comments:

Amarílis said...

Thaís, eles são dose mesmo e perguntam umas coisas nada a ver. Mas, aí vai uma pequena info: se vc chegar pelo aeroporto de Edimburgo (Escócia), não existe imigração. É isso mesmo, vc entra direto na Inglaterra. Daí, é só seguir pra Londres de trem (cerca de 150 libras), 4 hrs de viagem. Uma volta e tanto, mas melhor do que voltar pro Brasil...

thais said...

Olha só que dica boa, hein!

Flipside said...

Amarilis, que eu saiba não há como chegar em Edimburgo saindo do Brasil sem passar por um hub dentro da Europa e não há como circular na Europa sem visto.

A imigração em Londres é de fato bem chata, talvez seja a mais chata da Europa. Quando eu fui paa lá em 2000 fazer intercâmbio o oficial me perguntou quem havia pago meu curso e eu respondi que foi minha tia. Aí ele me olhou e disse que ela devia ser rica...rs

bjs!

Como eu acredito na máxima "quem não deve não teme", basta ficar ligado e munido de documentos que é relativamente tranquilo.

Amarílis said...

Oi Flip, vc tem razão e concordo c vc com relação aos documentos. De fato, não tem como vc entrar na Europa direto pela Escócia, porque não existe companhia aerea escocesa que ofereca voos internacionais. O que eu quis dizer, foi o seguinte: quando fui a Europa, entrei pela Espanha, já que voei Iberia. Recebi meu carimbo no passaporte, girei Italia, Holanda e Irlanda. Aí eu fui da Irlanda do Sul pra Escócia (oq configura voo internacional) e, quando cheguei lá... entrei direto. Foi uma surpresa pra mim, não ter no aeroporto nem fila de imigração, nem barras segregando UE x Demais países. Não existe qualquer controle. Vc simplesmente chega, pega sua bagagem e sai, como se estivesse voando Rio - São Paulo...

Pecchi Corretor said...


Boa tarde, Amarilis!!
Essas dicas são de 2011, passaram se 02 anos essa politica de entrar pela Escócia ainda seria válida.
Abçs,
Gilmar Lima






















dora gry

Amarílis said...

Oi Pecchi, honestamente, não sei. Sugiro perguntar em foruns de discussão ou a quem entrou na Escócia recentemente via voo internacional. Abs