Monday, May 7, 2012

Buenos Aires - Não deixe de fazer II

Avalie: 
No post anterior eu deduzi que, nas suas pesquisas e conversas, já tivessem te falado sobre os pontos mais turísticos de Buenos Aires. Mas se você não sabia sobre o que eu estava falando, segue aqui um guia rápido sobre alguns dos pontos que você não pode deixar de ver se você estiver visitando pela primeira vez.

O Caminito e o Estádio do Boca Juniors
Ambos ficam muito próximos um do outro, e se encontram em um bairro chamado Boca, ao sudeste. Não é uma região muito bonita, e não se aconselha andar por lá à noite e, principalmente, desacompanhada. Durante o dia o lugar é cheio de turista e os riscos diminuem consideravelmente.

O Caminito nada mais é do que um pequeno quarteirão de casinhas pobres, pintadas com cores bem vibrantes e transformadas em lojas de suveniers e restaurantes, com algumas esculturas de gente famosa aparentemente feitas de gesso. Durante o dia a rua fica bastante animada, com música e dançarinos de tango na frente dos restaurantes, e pessoas felizes tentando fazer com que você entre nas lojas. Nós comemos em um restaurante um pouquinho afastado da bagunça, andando um quarteirão mais pra frente, numa outra esquina. Era um restaurante simpático e bem menos movimentado. Os que ficam no caminito lotam, mas não posso dizer se o serviço fica melhor ou pior por causa disso. Eu achei melhor evitar.

Bem próximo ao Caminito fica La Bombonera, o estádio do Boca Juniors. É possível visitar o estádio por dentro, mas paga-se relativamente caro (era em torno de 15 dólares, ou 25, mas não me lembro exatamente quanto). No site do time tem mais informações, mas algumas páginas não estavam entrando quando eu fui olhar. Dizem que é legal, dá pra entrar no campo, ver como as cadeiras ficam próximas ao campo e tudo mais. Eu, como não me interesso nem um pouco por futebol, achei que não valia o gasto. Mas talvez se você gostar mais do que eu, valha a pena. Também tem uma lojinha oficial que tem entrada pela rua, caso você seja que nem eu mas queira comprar alguma lembrancinha pra alguém.



Recoleta
A Recoleta é um dos bairros mais requisitados pois é onde fica o cemitério onde está enterrada Evita Perón e outras celebridades. O cemitério fica em uma praça bem bacana que tem uma feirinha de artesanato (embora chamar aquilo de feirinha, no diminutivo, seja um ultraje! A feira é enorme) com coisas também bem bacanas. A feira acontece todos os finais de semana durante o dia todo. Além das barracas dos artesãos, ainda tem música, teatro, e várias outras formas arte rolando por lá.

Eu, sinceramente, acho super legal ir pela feirinha. Mas só conheci o cemitério da segunda vez que eu fui, e ainda mais porque o guia levou a gente até lá (foi quando fizemos o bike tour) e a gente sentiu uma certa expectativa do cara que a gente conhecesse o tal do cemitério. Sei lá, pode ser que as pessoas achem bacana. Eu acho meio bizarro você fazer do cemitério um ponto turístico. Acho que ir lá, conhecer o túmulo, vá lá. Mas tirar foto sorrindo do lado dele, acho esquisitão, acho que perde um pouco o sentido da coisa, e as pessoas nem percebem. Elas param de ir lá para reverenciar uma entidade, e passam a ir lá porque está todo mundo indo e nem prestam atenção no que fazem. É exatamente a mesma discussão que eu tive quando escrevi sobre a Pietá no Vaticano. Tem coisas que perdem o sentido de ser.

Bom, mas depois desse pequeno desabafo, queria dizer que, se você achar bacana a visita ao cemitério, ele fica na Recoleta. Vai ser bem fácil de encontrar, porque vão ter outras (várias) pessoas por lá. Dá uma olhada no mapa e vê como ela é cercada de praças. É lindo lá. Vale a pena a visita. No mesmo mapa você consegue ver algumas das outras coisas abaixo, como o museu e a Flor.



Exibir mapa ampliado



Museu de Belas Artes
Bem pertinho do cemitério, atravessando a avenida, fica o Museu de Belas Artes. A entrada do museu é franca (aaaahhh, como eu adoro os museus gratuitos!), e tem telas muito boas, como por exemplo do meu amado Monet. Dessa vez não tive a oportunidade de ir, mas imagino que não deva ter mudado muita coisa. Se você estiver por lá, dá uma entradinha, ele não é muito grande e você não vai gastar o dia inteiro para conhecê-lo.

Floraris Generica
Atrás do Museu de Belas Artes e ao lado do belíssimo prédio da faculdade de direito da Universidade de Buenos Aires, fica a Plaza de las Nações Unidas. Nela fica a gigantesca flor feita em aço inox, que costumava abrir durante o dia e fechar durante a noite. Eu tive a sorte de vê-la funcionando da outra vez que visitei a cidade, mas hoje o sistema não funciona mais, e fica tão caro para consertar que o governo vai deixar como está. De uma forma ou de outra, ela não deixa de ser uma bela escultura para a cidade, em um parque gostoso para se tomar um sol no fim da tarde.

San Telmo
Eu não conheço, mas dizem que San Telmo é muito legal. Tem a feirinha de antiguidades todo domingo, e pelo que eu vi nas fotos, fica lotado. Parece que a feirinha acontece até às 17h.

Florida
Um clássico entre os brasileiros, a rua Florida é um oasis de compras. É lá que fica também a Galeria Pacifico, que tem um monte de loja cara e é bem metida à besta (eu entrei e saí rapidinho, não fiquei nem pra comer. rs). Na Florida tem tanto brasileiro que as casas de câmbio têm avisos na vitrine "temos atendentes que falam português". Tal como o centro paulistano, lá ficam pessoas no meio da rua te chamando para entrar na loja deles. Grande parte dessas pessoas é também brasileira.

Como eu falei no post anterior, não é lá que estão as roupas mais baratas. Na Av. Corrientes você consegue encontrar roupas mais baratas e com venda no atacado. Mas elas não são tão bonitas quanto na Florida.

Puerto Madero
Fica próximo à Florida (quem está na região consegue chegar tranquilamente à pé). É um bairro que foi revitalizado recentemente, e hoje abriga, à beira do rio, hotéis, prédios de escritórios e restaurantes (bem caros, diga-se de passagem). Mas o passeio por lá é bem legal, a vista é bonita tanto de dia quanto à noite, e você ainda pode explorar a sua imaginação e tentar entender como o arquiteto Santiago Calatrava enxergou um casal dançando tango na passarela que ele construiu para ligar uma ponta do rio à outra (foto abaixo).

Esse foi um resumão de algumas das coisas que Buenos Aires (ou Bs As, como é chamada lá) oferece de mais legal para o turista de primeira viagem (ou até de segunda). Claro que tem muitas outras coisas legais, mas assim como São Paulo, as coisas legais nunca vão acabar, e o post ficaria infinito. De qualquer forma, espero que tenha sido de alguma utilidade. 

1 comment:

Jorge Ramiro said...

Caminito, é um lugar bonito. Outro lugar para visitar em Buenos Aires é William Morris, tem bons restaurantes, mas para mim os restaurantes em barueri são os melhores.